Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Crónica de um louco sentimental - Dentro de mim

autoria de Bruno C. da Cruz, em 25.03.05

 

 

Eu hoje quase que podia deixar que a música falasse por mim, tomasse conta de mim e ficasse dentro de mim. Mas o espaço que tu ainda ocupas não o permite. Não há espaço para mais nada aqui dentro de mim.

Tu ocupas-me os frascos da memória. Estás sempre pronta a encher mais um quando algum se esvazia, quando algum perde o prazo de validade, ou quando na fúria das lembranças os parto a todos.

Ocupas-me os sonhos. Entraste nesse mundo onde agora só tu reinas. Teces-me os sonhos ao belo prazer das tuas vontades e prendes-me à tela que os passa numa versão a preto a branco.

Navegas-me no sangue. Vais num barco de papel tingido pela minha dor e infectas-me todas as veias com o néctar da tua presença.

Moras-me nas mãos que agora não te alcançam e que se fecham sempre com a memória dos teus dedos entrelaçados nos meus.

Vives no meu coração. Sempre viveste, desde o dia que te convidei para ficares dentro de mim. Dormes em todos os quartos, bombeando lágrimas em vez de sangue.

Vai-te embora daqui, de dentro de mim...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:07


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.03.2005 às 16:12

P/ Charlotte. obrigado, boa Páscoa ;-)o rapaz que pensava que o mundo era redondo
</a>
(mailto:the_redheart@hotmail.com)

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog