Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Crónica de um louco sentimental - Mudo

autoria de Bruno C. da Cruz, em 22.06.10

As minhas palavras sempre foram mudas para ti. Mesmo quando gritava, gesticulava e me contorcia. Mas, para mim, as palavras sempre foram a melhor forma de dizer aquilo que a minha alma carregava e tu ignoravas. As palavras sempre foram o meu refúgio, porto de abrigo...  Era o que sentia ao dar-me a elas, quando na verdade o deveria sentir contigo, ao dar-me a ti. Mas não... Para ti nasci mudo, cresci mudo e neste preciso momento permaneço mudo.

 

Continuarei mudo. Tornar-me-ei cego. Fingir-me-ei de surdo. Até que percebas que um dia eu te falei. Que um dia te contei os meus medos, os meus sonhos, as minhas alegrias, as minhas tristezas. Até que entendas o tanto que te disse e tu simplesmente rejeitaste, ignoraste, não compreendeste e não assimilaste.

 

Que cada palavra minha dirigida a ti se torne muda aos meus ouvidos, para que não mais ouça o que ainda trago cá dentro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:25


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Maria a 27.11.2010 às 20:57

Olá Bruno, vestir de palavras os nossos "sentires" só os loucos conseguem. Parabéns. Gostei mais uma vez do que li, Bem vindo ao mundo dos loucos sentimentais.
Já te comentei em junho mas nessa altura como anónima.

:))

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog