Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Perdidos e achados

autoria de Bruno C. da Cruz, em 26.01.09

Passei a vida a correr sem ver ao certo quem corria à minha volta ou quem simplesmente corria ao meu lado. Agora que paro e fecho os olhos, deixando de lado os pés cansados que me guiavam nas voltas, admito que correr de olhos fechados nem sempre nos faz chegar a alguma meta.

 
Agora que paro a meio, sem saber como cá cheguei e, sem saber o caminho certo para correr, continuo sem saber quem corre comigo, quem corre para mim e quem corre por mim.
 
Continuo sem olhar, sem ver. Porque afinal juntamente com os pés também se me cansaram os olhos, também se me cansou tudo o que a cabeça segura e tudo que o peito guarda. Cansou-se-me a alma, a calma e o raio que parta a vida.
 
Não quero ser mais um que corre só por correr. Que corre para não estar parado. Estou cansado. Vou ficar sentado a ver-te correr à minha volta. Para mim. Por mim... Até que te canses e te sentes ao meu lado. Até que percebas que só correm os perdidos e que só se sentam aqueles que precisam ser achados.
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:21


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog