Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Cónica de um louco sentimental - Mal amado

autoria de Bruno C. da Cruz, em 31.05.07

Opaco,

Transparente.

Invisivel, diria.

Sou eu desde que me mudei de alma e bagagem para o teu mundo. Um mundo onde me coube um papel que das duas uma, ou eu enganei-me e penso que tenho um papel que não é meu, ou tu simplesmente não sabes que papel me hás-de dar. As duas estão certas... O papel que eu vivo cabe a outra pessoa e o papel que não me sabes dar eu sei bem qual é.

Apenas não sei porque te tentas enganar e porque me tentas enganar. Também não sei porque eu próprio me tento enganar... Não sei porque insisto em ficar ao teu lado à espera do dia em que te decidas a expulsar-me da tua vida. Por mais que gostes de mim não me amas. Confessa!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:27


11 comentários

Sem imagem de perfil

De Catarina do Mundo dos Quem a 30.03.2009 às 19:01

Porque a cada texto que vou lendo teu, mais me maravilho, mais me prendo ao que escreves!

Gostaria de arranjar palavras para exprimir todos os sentimentos que me surgem ao ler o que escrever, faltam-me as palavras.

São divinais, escreve e nunca deixes de escrever! :)

Comentar post


Pág. 2/2




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog