Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Amor VS Dor

autoria de Bruno C. da Cruz, em 08.07.06

Como um cavalo selvagem andei sem rédeas pela vida
Como carne, como sangue, estanquei cada ferida.
Como um pássaro de asas quebradas andei sem pouso certo.
Como um anjo de asas cortadas andei perdido no deserto.

Como fogo, com água acabei por ser combatido.
Como cheiro, pelo ar voo sempre perdido.
Como esta música que toca abafei silêncios.
Como pedra certeira parti os medos mais densos.

Como areia nos olhos incomodei os mais fracos.
Como tiro certeiro transformei fortes em cacos.
Como lápis, em papel reescrevi muitos destinos.
Como linhas de comboio cruzei novos caminhos.

Como tudo, como nada
Chego sem avisar
Sou o amor, sou a dor
O que me quiseres chamar .

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:57


16 comentários

Sem imagem de perfil

De Bad Girl a 21.07.2006 às 11:56

Este blog lava-me a alma.
Obrigada
Imagem de perfil

De crowe a 21.07.2006 às 15:33

O teu bog esta , sem dúvida, cada vez melhor!
Sem imagem de perfil

De NeuzYnha a 23.07.2006 às 19:30

Olá!
Parabens pelo teu blog, esta maravilhoso, continua!
inicio de boa semana*
Beijinhos de algodão!
Sem imagem de perfil

De Palavras ao Acaso a 26.07.2006 às 06:26

Como um anjo de asas cortadas...

Por vezes sentimo-nos assim mesmo,(
Passo por aqui mts vezes hoje não poderia deixar de comentar, tocou-me especialmente.
Sem imagem de perfil

De Carlos a 30.07.2006 às 10:44

Parabéns pelo Poema!! Gostei!! :-)

Abraço e bom Domingo!!
Imagem de perfil

De aquiloqueeuescrevo a 08.09.2006 às 19:23

Lindo! Estou simplesmente a adorar este blog. Fala daquilo que eu gosto, como eu gosto... Parabéns, escreves mesmo muito bem.

Comentar post


Pág. 2/2




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog