Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Poema

autoria de Bruno C. da Cruz, em 01.09.04

 

Deito-te na mesa
com as palavras
e dispo-te das frases feitas
que lês nesses teus livros.
Arranco-te essas
defesas vocabulares
e transformo-te num conto
poético de final feliz.
Rabisco cada frase no papel
da tua pele
e copio para o teu olhar
o desejo que nela escrevo.
Leio no fim,
em voz alta,
o poema que o teu corpo
passeia para mim,
e adormeço contigo
na paz das palavras.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:52


45 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.09.2004 às 19:17

P/ quim: E 1 abraço de agradecimento pela tua visita :)o rapaz que pensava que o mundo era redondo
</a>
(mailto:pt@pt.pt)

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog