Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Dias secos

autoria de Bruno C. da Cruz, em 12.11.04

Caio no teu chão e sinto como queima 

o teu coração e como bate
essa dor nos largos campos da existência.
Por mais que a chuva se perca
nos trilhos desse teu caminho torto,
não consegue levar com ela o fogo
que te consome frascos inteiros de vida...
Por mais que chova dia e noite,
que a água congele e te abrace a alma,
é tudo em vão… O gelo derrete
e a água evapora, espalhando as secas
pelo chão que arde e não permite
o brotar de uma simples flor
ou o nascer de um novo amor.

Até quando vais continuar a SECAR?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:44


43 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.11.2004 às 14:57

Bem... eu cá acho que as sécas só se prolongam enquanto não existir alguém que seja capaz de inventar novas forças da natureza... novos ventos... novas águas...! Quando alguém conseguir rasgar o véu seco e fazer brotar uma nova espécie de flor a séca da´´a lugar a novos cheiros, novas cores e até mesmo a um novo fogo que em vez de consumir acalenta!
Até no deserto mais árido nascem flores (ou não é daí que vêm os cactos???)! mas isto sou só p'ra ki a pensar!!! ;) jinhos rapaz :)tartaruga
(http://aexplanada.blogs.sapo.pt)
(mailto:teresafilipa@sapo.pt)

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog