Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Areia nas mãos

autoria de Bruno C. da Cruz, em 16.08.15

Ao início achamos que somos capazes de guardar até o mundo nas nossas mãos mas, com o tempo, vamos percebendo que as pessoas são como pequenos grãos de areia e nos vão escapando por entre os dedos.

Essas mesmas mãos, que um dia serviram para tocar, acarinhar e até mesmo agarrar, chegam a uma altura que perdem o poder de manter alguém no conforto das suas palmas.

As pessoas deviam ser menos areia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:29


2 comentários

Sem imagem de perfil

De o plano é ser feliz a 16.08.2015 às 16:21

Tão, mas tão verdade... uma sensação terrível, a de que tudo se desvanece mesmo, nas nossas mãos...

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog