Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Hard Way

autoria de Bruno C. da Cruz, em 09.10.05

Se tudo fosse tão simples de dizer

as frases morriam na boca
mesmo antes da palavra nascer.

Se tudo fosse tão fácil de sentir
o amor não fazia estragos
na hora de fugir.

Se tudo fosse tão simples de ver
os olhos abriam-se
antes de tudo acontecer.

Se tudo fosse tão fácil de suportar
o meu peito não se queixava
desta constante falta de ar.

Como nada é fácil,
escolhi a maneira mais dificil de te esquecer...
Vivo a relembrar-te, prendendo-me sempre em ti.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:40


31 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.01.2006 às 16:19

adoro o teu blogg ... e axo k não há mais nada para dizer ... ahh e este poema é mt lindo ... agora sim já dixe tudo ... (isto foi parvo) beijos e abraçosnuno
</a>
(mailto:wicca_4ever@hotmail.com)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.12.2005 às 23:04

Eu sinto uma grande saudade de alguem que deixou sozinha e perdida, sem me dizer que era como era ... e acho que este poema só me faz lembrar, mais, dos unicos tempos da minha vida em que era uma menina feliz ... mas "o tempo é carro novo sem a marcha atrás" ... porque é que as coisas não são como nos livros da Anita ??? ... parabéns pelo teu blogg, na minha opinião cada uma das imagens, musicas e poemas parecem deliciosamente entrelaçados ... continua assim *** kiss ***Lara
(http://miuda-metal.blogspot.com/)
(mailto:avalon.perdida@gmail.com)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.11.2005 às 23:48

Amei...! :)B'nekinha
</a>
(mailto:bnekinha@gmail.com)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.10.2005 às 00:55

Qdo se ama n se escolhe a maneira como se vai esquecer.

Após a porta se fechar abre a janela e deixa o sol entrar, ele vai entrar junto com o vento.
O vento é capaz de te quebrar alguns vidros q tens exposto na prateleira, mas n te preocupes, existem mais vidros...
e se esses vidros se partiram então é pq n fazem assim tanta falta.
Outros vidros novos virão.susie
</a>
(mailto:susanamariamedeiros@iol.pt)
Sem imagem de perfil

De Tu Sabes quem a 01.03.2007 às 08:16

Sim sra.....
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.10.2005 às 22:19

quando voltas????'Maria
</a>
(mailto:Maria40@hotmail.com)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.10.2005 às 10:00

Olá Rapaz! Há quanto tempo não venho aqui. Peço desculpa pela ausência e prometo redimir-me.
Apesar de tudo, vejo que continuas o mesmo poeta dos sentimentos. Ler o que escreves é por vezes ver em palavras aquilo que eu própria sinto... Por que é que tem de ser tudo tão complicado? Não era tão mais fácil gostar de quem gosta de nós? Às vezes procuramos a felicidade onde ela não existe, quando na realidade ela está mesmo ao nosso lado. Basta olhar com olhos de ver.
Beijinhos grandesBeatas
(http://www.tribunalbeatas.blogspot.com)
(mailto:www.tribunal_beatas@hotmail.com)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.10.2005 às 17:24

P/ Carla Nunes: Sim, podes ;-)o rapaz que pensava que o mundo era redondo
</a>
(mailto:The_RedHeart@hotmail.com)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.10.2005 às 17:20

:)
Su
(http://blablabla)
(mailto:ferraosusana@hotmail.com)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.10.2005 às 16:58

Oi, tive o prazer de descobrir o teu blog por acaso e gostei imenso. Está cheio de sentimento, coisa que infelizmente está em falta nos dias de hoje. Quero no entanto perguntar-te se posso colocar este teu poema, fazendo-te referência como autor, claro, junto com uma foto minha no site www.olhares.com. Podes visitar o site, no caso de nao o conheceres, e fico á espera de resposta tua. Obrigado e continua com este blog fantástico...Carla Nunes
</a>
(mailto:cnunes@sapo.pt)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.10.2005 às 17:46

Simplesmente fantástico!!!dameuntango
(http://dameuntango.blogspot.com/)
(mailto:elprincep@hotmail.com)

Comentar post


Pág. 1/3




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog