Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Não sei - parte II

autoria de Bruno C. da Cruz, em 23.10.04

Eu não sei se me ouves cada vez que solto na noite aquele grito estonteante que pede para voltares. Não sei se haverá alguém capaz de o ouvir... Nem sei se o vento cumpre o prometido e leva até ti este meu pedido.

Não sei se estás bem, se dormes ou pensas em mim, nem mesmo se choras o tanto que eu choro por não te ter perto.

Não sei se me sentes cada vez que penso em ti, com aquela força capaz de me fazer acreditar que estou ao teu lado...

Não sei se acordas bem ou se apenas desejas continuar a dormir. Se os teu sonhos têm cor ou apenas dor.

Não sei porque disfarças que tudo estás bem... que tu estás bem! Não sei se é para me protegeres ou para tu própria acreditares nisso.

Não sei se estou a ser pessimista ou apenas realista... Não sei porque é que a vida permite o afastamento de duas pessoas, quando elas já se esqueceram de como é viver uma sem a outra.

Não sei porque chove, apenas sei que chove...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:41



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog